Divulgação
Divulgação

John Textor assina contrato por 90% da SAF e é o novo dono do Botafogo

Anúncio da oficialização do negócio foi feito nas redes sociais nesta quinta-feira para delírio dos torcedores

Redação, Estadão Conteúdo

03 de março de 2022 | 18h47

John Textor é o novo dono do Botafogo. O empresário norte-americano assinou nesta quinta-feira o contrato para comprar 90% da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) do clube alvinegro. O anúncio da oficialização do negócio foi feito nas redes sociais e a torcida foi à loucura.

Em sua conta oficial no Twitter, Textor utilizou a hashtag "#TimeToSetFire" (É hora de botar fogo!). "Há de ser nosso imenso prazer te ver mais uma vez vencer. É tempo de mudança, é hora de colocar fogo!", disse o texto na publicação.

Com o negócio concretizado, o Botafogo deve receber nos próximos dias o aporte de R$ 100 milhões do empresário. Além disso, o documento assinado concede ao clube alvinegro que tome medidas concretas no mercado de transferência de jogadores. O grande sonho de consumo é o atacante uruguaio Edinson Cavani, do Manchester United.

"Estou muito grato por essa oportunidade, honrado pela confiança que depositaram em mim e cada vez mais apaixonado pela torcida do Botafogo. Estou muito orgulhoso de fazer parte dessa família: sou mais um escolhido. Vim para construir um time campeão e farei o meu melhor para isso. Vamos trabalhar todos os dias para levar o Botafogo de volta ao seu lugar na história", afirmou Textor em entrevista ao site oficial do Botafogo.

Contratado para liderar o turnaround do Botafogo em março de 2021, o CEO Jorge Braga participou de todos os passos da operação, tudo em pouco menos de 1 ano na função. O executivo celebrou e relembrou os principais movimentos da gestão no período, que impactaram na atratividade do projeto.

"O Botafogo é o único clube grande do Brasil que seguiu à risca todo o processo de profissionalização de sua estrutura na mudança para a SAF. Reestruturação geral, quebra de paradigmas sobre valor de custo e acesso da Série B à Série A em meio a um turnaround. Constituímos a SAF com o RCE (Regime Centralizado de Dívidas) ao mesmo tempo: o único clube do Brasil com os dois movimentos juntos", destacou o CEO Jorge Braga.

No total, serão pelo menos R$ 400 milhões investidos na empresa alvinegra. No mínimo porque Textor pode aumentar os repasses. Em janeiro deste ano, o presidente Durcesio Mello afirmou que a SAF teria R$ 200 milhões de aporte por ano, sendo metade do valor destinado ao futebol.

Com a assinatura de contrato, a tendência é que o Botafogo anuncie nos próximos dias o seu novo treinador. O sonho do time carioca é acertar com Luís Castro, que ainda não rescindiu com o Al-Duhail.

Tudo o que sabemos sobre:
John TextorBotafogofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.