Reprodução/Site Oficial do Racing
Reprodução/Site Oficial do Racing

Joia argentina, Lautaro Martínez é vendido pelo Racing à Inter de Milão

Atacante de 20 anos é uma das promessas da Argentina e esteve em conversas com os italianos nos últimos meses

Estadão Conteúdo

08 Março 2018 | 15h46

Considerado a maior joia do futebol argentino na atualidade, Lautaro Martínez tem dias contados no país. Nesta quinta-feira, o empresário do jogador confirmou que a Inter de Milão chegou a um acordo com o Racing para contratar o atacante de 20 anos por 30 milhões de euros (cerca de R$ 120,5 milhões).

+ Mais notícias do Campeonato Argentino

+ Mais notícias da Inter de Milão

A Inter já vinha conversando com o Racing e Martínez nos últimos meses, mas o acordo saiu somente agora. De acordo com Rolando Zárate, ex-jogador e empresário do atacante, a transferência será concluída no meio do ano, o que significa que o atleta não terminará a Libertadores pelo time argentino.

"A saída de Lautaro à Inter está 99% fechada. Só falta os exames médicos e questões burocráticas. É impossível que ele continue (no Racing) no segundo semestre. Isso nunca foi conversado. Sempre dissemos que ia jogar a Libertadores até onde fosse permitido contratualmente, ou seja, a primeira fase", disse Zárate em entrevista ao canal TyC Sports.

Lautaro Martínez ganhou espaço no ano passado e rapidamente se tornou um dos principais nomes do futebol na Argentina, cogitado até para a Copa do Mundo deste ano. O jogador inclusive já foi observado pelo técnico da seleção, Jorge Sampaoli, e é uma aposta da Inter para compor o ataque ao lado de seu compatriota Mauro Icardi.

"A Inter quer armar uma equipe com Icardi e Martínez como bandeiras no ataque. Não vai aceitar que ele fique na Argentina por mais seis meses logo depois de comprá-lo por 30 milhões de euros. O desejo da torcida e do Coudet (técnico do Racing) sempre esteve sujeito ao desejo do time italiano", explicou Zárate.

As conversas entre Inter de Milão e Racing foram facilitadas por terem sido conduzidas por Javier Zanetti, vice-presidente do clube italiano, e Diego Milito, secretário técnico do time argentino. Os dois atuaram juntos e conquistaram a Liga dos Campeões justamente pela Inter na temporada 2009/2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.