Joinville ganha em casa e empurra Coritiba para zona da degola

Na briga para fugir do rebaixamento, o Joinville fez sua parte na noite desta quarta-feira ao derrotar o Coritiba, rival direto na luta para escapar da degola, pelo placar de 3 a 1, pela 30ª rodada do Brasileirão. Com o triunfo, o time catarinense chegou aos mesmos 27 pontos do Vasco, mas ainda segue na lanterna. Já o Coritiba se manteve com 33 pontos e ainda caiu para o 17º lugar, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

ALINE TORRES, ESPECIAL PARA A AE, Estadão Conteúdo

14 de outubro de 2015 | 23h21

A partida disputada na Arena Joinville, no norte catarinense, foi marcada pelas jogadas de bola parada. Com a paralisação no Brasileirão, por causa da disputa das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo, Joinville e Coritiba demoraram a engrenar no jogo. Demorou 19 minutos até que aparecesse a primeira chance de gol. Marcelinho Paraíba, de falta, mandou rasteiro a bola que passou ao lado do gol de Vaná.

Aos 28 minutos, o Coritiba ganhou um pênalti, após Edson Ratinho derrubar Kleber dentro da área. O atacante foi para a bola e chutou no meio, para defesa de Agenor. Três minutos depois e Kempes se enroscou com Walisson Maia na área paranaense e o árbitro Marcelo de Lima Henrique apontou para o centro da área. Desta vez Marcelinho Paraíba não desperdiçou e abriu o placar.

Com a vantagem, o Joinville voltou mais disposto para o segundo tempo. Aos 10 minutos, Marcelinho Paraíba cobrou falta da direita e encontrou o zagueiro Rafael Donato para ampliar. O meia, ex-São Paulo, estava inspirado e bombardeou o gol de Vaná com cobranças de falta perigosíssimas. Aos 23, Kempes desviou para o gol uma bola parada de Marcelinho, mas o juiz viu falta no goleiro. Mas o Joinville chegaria ao terceiro aos 27 minutos. Kadu recebeu passe açucarado na área e marcou o seu.

Atrás no placar, os paranaenses foram para cima e depois de acertar a trave do goleiro Agenor, com Thiago Galhardo, o juiz marcou pênalti em lance envolvendo Kleber novamente. Desta vez Henrique Almeida foi para a cobrança e também desperdiçou. Porém, o árbitro mandou repetir o lance, alegando que o goleiro havia se adiantado. O jovem atacante cobrou novamente e assinalou o gol de honra dos visitantes.

Na próxima rodada, o Joinville tem clássico contra o Figueirense, na Arena Joinville, a partir das 21hs de sábado, no dia 17. Já o Coritiba vai até Campinas para enfrentar a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, às 11h de domingo.

FICHA TÉCNICA:

JOINVILLE 3 x 1 CORITIBA

JOINVILLE - Agenor; Edson Ratinho (Arnaldo), Rafael Donato, Guti (Domingues), Diego (Rogério); Anselmo, Kadu, Lucas Crispim, Marcelinho Paraíba; Kempes, Ricardo Bueno. Técnico: PC Gusmão.

CORITIBA - Vaná; Leandro Silva, Walisson Maia, Juninho, Carlinhos (Juan); João Paulo (Thiago Galhardo), Alan Santos, Lúcio Flávio; Kleber, Negueba (Ruy)e Henrique Almeida. Técnico: Ney Franco.

GOL - Marcelinho Paraíba (pênalti), aos 32 minutos do primeiro tempo. Rafael Donato, aos 10, Kadu, aos 27, e Henrique Almeida (pênalti), aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Edson Ratinho, Guti, Arnaldo, Lucas Crispim (Joinville); Walisson Maia (Coritiba).

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (PE).

RENDA - R$ 108.835,00.

PÚBLICO - 7.416 pagantes.

LOCAL - Arena Joinville, em Joinville (SC).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoJoinvilleCoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.