Joinville vence o Bragantino e lidera a Série B de novo

Time catarinense ultrapassa a Ponte Preta - 63 a 61 -, mas a equipe de Campinas ainda atuará na rodada diante do Sampaio Corrêa

Estadão Conteúdo

29 de outubro de 2014 | 00h06

Apoiado por sua torcida, o Joinville voltou a assumir a liderança provisória do Campeonato Brasileiro da Série B ao vencer o Bragantino por 1 a 0, nesta terça-feira, na Arena Joinville, em Joinville (SC), em jogo válido pela 33.ª rodada. Como na rodada anterior, o time catarinense ultrapassa a Ponte Preta - 63 a 61 -, mas a equipe de Campinas ainda atuará na rodada, em casa, diante do Sampaio Corrêa, no sábado.

A matemática aponta que quem atingir os 66 pontos vai subir para a elite em 2015. Portanto, ambos parecem perto de atingir seus objetivos. Já o clube paulista, que luta contra o rebaixamento, continua com 39 pontos, se mantendo em 14.º lugar.

A vitória foi justa e coroa a grande campanha do time dirigido por Hemerson Maria, que ficou 26 rodadas dentro do G4 - a zona do acesso. Perto dele, talvez, a equipe não teve uma grande atuação, mostrando alguma ansiedade. Mas parece fadado a subir, brigando pelo título da temporada com a Ponte Preta.

Logo na primeira chance, o time da casa abriu o placar. Marcelo Costa, do lado direito, de falta, levantou a bola na grande área, onde o zagueiro Rogério testou com força no canto esquerdo do goleiro Matheus, que escorregou. Parecia o início de mais uma vitória fácil do Joinville diante de sua torcida, presente em grande número.

Mas não foi isso que aconteceu. O time paulista equilibrou as ações no meio de campo e criou uma chance real para empatar. Aos 22 minutos, o atacante Mota arriscou o chute de longa distância e Ivan caiu do lado direito e espalmou. O time catarinense só voltou a ameaçar aos 39, em um chute cruzado de Edigar Junior, mas para fora.

No segundo tempo, os dois técnicos voltaram prometendo mudanças de atitudes. "Nós precisamos atacar mais porque estamos bem posicionados" disse André Gaspar, interino do Bragantino. Do outro lado, Hemerson Maria prometia o Joinville "com mais intensidade no ataque". Se dependesse dos dois treinador, a promessa seria de 45 minutos de bom futebol.

O Bragantino realmente adiantou a marcação, porém a melhor chance foi do Joinville, aos 13 minutos, quando Edigar Junior entrou na área e chutou forte, mas Matheus fez grande defesa em dois tempos. O jogo ficou intenso, equilibrado e truncado. Edigar Junio quase ampliou para o Joinville em um chute cruzado, aos 36, com Matheus dando um leve toque e mandando a bola para escanteio. O Bragantino teve uma oportunidade com Washington, na pequena área, mas que Ivan defendeu firme aos 42.

Depois disso, os goleiros não foram mais exigidos. Melhor para o Joinville, que vai ficar na liderança isolada, pelo menos, até sábado. E fez a festa com 16.178 torcedores, recorde na Arena Joinville na competição, superando o público na vitória, por 3 a 0, diante do Ceará - 14.500 pessoas.

Na 34.ª rodada, o Joinville vai sair diante do Sampaio Corrêa, na próxima terça, às 21h50 (de Brasília), no estádio Castelão, em São Luis, enquanto que o Bragantino vai receber a Ponte Preta, no próximo dia 8, um sábado, às 16h20.

FICHA TÉCNICA

JOINVILLE 1 x 0 BRAGANTINO

JOINVILLE - Ivan; Edson Ratinho, Bruno Aguiar (Thiago Medeiros), Guti e Rogério; Naldo, Anselmo, Everton (Franco) e Marcelo Costa; Fernando Viana (Anderson Conceição) e Edigar Junio. Técnico: Hemerson Maria.

BRAGANTINO - Matheus; Robertinho, Yago, Leonardo e Bruno Recife; Graxa (Caio), Uchôa, Sandro e Magno Cruz (Érick); Léo Jaime (Washington) e Mota. Técnico: André Gaspar (interino).

GOL - Rogério, aos 3 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Edson Ratinho, Anselmo e Guti (Joinville); Uchôa, Robertinho, Yago e Graxa (Bragantino).

ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).

RENDA - R$ 224.740,00.

PÚBLICO - 16.178 pagantes.

LOCAL - Arena Joinville, em Joinville (SC).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BJoinvilleBragantino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.