Jonas escapa de punição maior e reforçará o Grêmio

O atacante Jonas poderá defender o Grêmio no próximo domingo, contra o Guarani, em Campinas, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Em julgamento realizado nesta sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, no Rio, o jogador foi punido com apenas uma partida de suspensão, já cumprida contra o Atlético-PR, no último domingo, em Porto Alegre.

AE, Agência Estado

26 de novembro de 2010 | 16h49

Artilheiro isolado do Brasileirão, com 21 gols, Jonas foi julgado por causa da sua expulsão na partida contra o Santos, no último dia 13, na Vila Belmiro, quando o atacante acabou excluído de campo logo aos 18 minutos do primeiro tempo após atingir o santista Adriano com um soco nas costas durante uma disputa de bola.

Enquadrado no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala em "prática de agressão física", o atleta acabou escapando de punição em uma decisão por três votos a dois em seu favor no tribunal do STJD.

Essa foi a segunda vitória obtida pelo Grêmio fora de campo neste semana, já que na última terça-feira o clube livrou o meia Douglas de suspensão. Também enquadrado no artigo 254-A, ele corria o risco de ser suspenso por até seis jogos por causa de uma forte entrada sobre Richarlyson em partida contra o São Paulo, no fim de setembro. Porém, os advogados gremistas alegaram que a denúncia foi feita fora do prazo de 30 dias. Assim, o caso foi considerado prescrito e o armador também poderá enfrentar o Guarani.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.