Jonas merece uma vaga na seleção, diz Renato Gaúcho

Em grande fase no Grêmio, o atacante Jonas já começa a ter seu nome pedido na seleção brasileira por alguns torcedores. Nesta quarta-feira, o artilheiro isolado do Brasileirão (são 19 gols marcados) ganhou mais um aliado para alcançar uma vaga no ataque do time de Mano Menezes: Renato Gaúcho, que é o seu técnico no clube gaúcho.

AE, Agência Estado

13 de outubro de 2010 | 14h08

"Trabalhar com o Jonas é muito bom. Ele é muito humilde, até demais. Quando dou conselhos, ele tenta se adaptar, treina bastante. Faz gol de todos os jeitos, se movimenta bastante. Se ele tivesse no Corinthians ou Flamengo, já estaria sendo pedido na seleção. A hora dele vai chegar, é só ele continuar jogando assim", elogiou Renato Gaúcho, em entrevista à ESPN Brasil.

Com o Grêmio em grande fase, invicto há sete partidas, o treinador não elogiou apenas Jonas, mas todo o grupo. "Os jogadores acreditaram no meu trabalho. Saímos de uma condição ruim e estamos em uma posição boa, podendo subir ainda mais. Sabia que haviam jogadores que poderiam jogar mais, como o Jonas e o Douglas", explicou Renato Gaúcho.

No domingo, o Grêmio enfrentará o líder Cruzeiro, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre, pela 30ª rodada do Brasileirão. Em caso de vitória, a equipe gaúcha, atualmente em oitavo lugar, se aproximará definitivamente dos primeiros colocados e o sonho de classificação para a Libertadores ficaria ainda mais próximo.

"Será duro (o jogo diante do Cruzeiro), mas estamos estudando bastante. O Cruzeiro tem um grande time, está bem, liderando merecidamente. Nós estamos vendo uma luz no fim do túnel, cada vez mais forte. Acreditamos na Libertadores e esperamos um bom resultado para continuar na briga", avisou Renato Gaúcho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.