Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

Jonatha Ventura, um dos sobreviventes do incêndio no CT do Flamengo, volta a CTI

Garoto foi diagnosticado com pancreatite medicamentosa e passou por nova cirurgia na segunda-feira

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2019 | 15h34

Internado em um hospital particular desde 8 de fevereiro após sofrer queimaduras em 30% do corpo em um incêndio no CT do Flamengo - que deixou 10 adolescentes mortos -, o atleta da base do clube Jonatha Cruz Ventura voltou a receber tratamento em um Centro de Terapia Intensiva (CTI). O jogador foi diagnosticado com pancreatite medicamentosa.

Segundo boletim médico divulgado pelo Flamengo, Jonatha foi submetido na última segunda-feira a uma cirurgia reparadora no membro superior direito e na orelha direita. No dia seguinte, ele reclamou de dores abdominais, motivo que levou os médicos a indicar internação no CTI.

Ainda de acordo com o boletim, o zagueiro está se recuperando. "(Ele) está estável hemodinamicamente e sem antibióticos. Ficará em vigilância na unidade semi-intensiva nas próximas 48 horas para observação. O paciente segue internado em observação e o prognóstico da cirurgia a ser feita continua mantido para a próxima segunda-feira", disse o texto, que informa ainda que "no momento (Jonatha) não apresenta critérios de gravidade".

Além de Jhonata, Cauan Emanuel e Francisco Dyogo, todos de 15 anos, foram os três feridos que sobreviveram ao incêndio no CT do Ninho do Urubu. Outros 13 garotos conseguiram escapar das chamas com vida e sem maiores problemas. As famílias dos mortos ainda estão na Justiça pedindo a indenização junto ao Flamengo.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Flamengofutebol

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.