Jorge Wagner ganha confiança da Fiel

Pela primeira vez nos últimos oito meses o Corinthians deixou de se sentir refém de Ricardinho. Desde que o meia trocou o Parque São Jorge pelo Morumbi, a procura por um substituto vinha sendo intensa. Na época de Carlos Alberto Parreira, Renato foi testado, mas jamais aceitou a comparação. ?Ricardinho é o Ricardinho. O Renato é o Renato. Temos características diferentes.? Com a chegada do baiano Jorge Wagner, a história mudou de curso. Ele caiu nas graças da torcida e em apenas sete jogos passou a ser visto como o substituto ideal de Ricardinho. Mais até do que isso: ele admitiu que está trabalhando para substituir o ex-meia corintiano. ?Aos poucos, vão esquecer do Ricardinho.? Jorge Wagner pode não ter o toque de bola tão refinado quanto o de Ricardinho, mas não fica muito atrás. Em compensação, seu chute é bem mais forte que o do ex-meia corintiano. Ele já fez três gols pelo Corinthians. Analisadas as outras características, o baiano também não fica devendo em nada: é tranqüilo como Ricardinho e já conquistou o respeito dos companheiros. ?Não me preocupo com as comparações. Só sei que estou me esforçando para fazer a torcida do Corinthians esquecer o Ricardinho.? Jorge Wagner também se encaixou rapidamente no setor esquerdo do time, ao lado de Kléber e Gil. Com uma vantagem em relação a Ricardinho: ele sabe jogar perto da linha lateral, permitindo que Gil e Kléber ataquem também pelo meio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.