Paulo Fernandes/Vasco/Divulgação
Paulo Fernandes/Vasco/Divulgação

Jorginho condena erros do Vasco, mas aposta na força da torcida por virada

Técnico acredita na força da torcida em São Januário

Estadão Conteúdo

25 Agosto 2016 | 09h36

Um gol no minuto final deixou o Vasco vivo nas oitavas de final da Copa do Brasil. A equipe perdia por 3 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro, nesta quarta-feira, quando Éder Luís descontou já aos 50 do segundo tempo.

Embora tenha condenado os erros da sua equipe, sobretudo de atenção e atitude, o técnico Jorginho garantiu que o Vasco tem condições de reverter o placar. E uma das armas, segundo ele, será a força da torcida - a equipe voltará a jogar em São Januário após o término da Olimpíada do Rio, já que o estádio não pôde ser utilizado durante o período de disputa do grande evento, a pedido da Polícia Militar do Rio.

"Fomos muito felizes com esse gol que nos coloca de novo na briga. Foi muito importante. Vamos decidir em São Januário", lembrou o treinador, referindo-se ao jogo da volta, em 21 de setembro.

"Tivemos todo carinho em Cariacica e sempre nos receberam bem, mas é diferente na nossa casa. Vamos fazer uma pressão grande e com certeza podemos reverter essa situação. Contamos com os torcedores nesse jogo decisivo", avisou o comandante, se referindo ao fato de que o Vasco vinha mandando os seus jogos no Espírito Santo enquanto não pôde contar com São Januário.

Jorginho avaliou ainda que, apesar de o gol manter o time com chances de classificação, o Vasco não pode cometer os mesmos erros de quarta-feira. "Tivemos falhas de coisas que estamos trabalhando, de atenção e atitude. Tomamos dois gols em erros nossos. O terceiro foi muito bem trabalhado, uma jogada linda, bem feita. Mas os dois primeiros gols nós demos para eles. Vamos rever para melhorar", completou.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.