Arquivo/AE
Arquivo/AE

Jorginho defende ideia de mais substituições durante jogos

Auxiliar técnico da seleção brasileira acredita que o rendimento de todos os jogadores seria bem melhor

EFE

17 de junho de 2009 | 11h32

PRETÓRIA - O auxiliar técnico da seleção brasileira, Jorginho, afirmou que é favorável ao aumento de substituições durante as partidas. O ex-lateral-direito considera que um número maior de trocas minimizaria o desgaste e melhoraria o rendimento dos atletas.

Veja também:

Brasil tenta minimizar desgaste físico na Confederações

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"O rendimento dos jogadores melhoraria com mais substituições", disse.

Jorginho lembrou que nas últimas semanas a seleção jogou em Montevidéu com uma temperatura de 10 graus, em Recife a 28 graus, e a 18 graus em Bloemfontein. Segundo o assistente de Dunga, estas mudanças têm influência na performance dos jogadores.

Além disso, o ex-lateral disse que o Brasil teve duas partidas oficiais antes da Copa das Confederações - contra Uruguai e Paraguai. Já a maioria das seleções teve quase duas semanas de preparação.

Já o médico da seleção Serafim Borges afirmou que a tendência é que o panorama seja o mesmo na Copa do Mundo de 2010, daqui a um ano. Segundo o especialista, os 15 dias de preparação antes do Mundial podem não ser suficientes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.