Paulo Fernandes/Divulgação
Paulo Fernandes/Divulgação

Jorginho vê evolução no Vasco após derrota e descarta desistir

Clube carioca perdeu para o Atlético-MG por 2 a 1 no Maracanã

Estadão Conteúdo

06 de setembro de 2015 | 10h21

Após a sexta derrota seguida do Vasco no Campeonato Brasileiro, o técnico Jorginho garantiu que não vai desistir. O treinador prometeu depois do triunfo do Atlético Mineiro por 2 a 1, no Maracanã, na noite de sábado, que o time vai lutar até o fim para evitar o rebaixamento, além de declarar ter enxergado evolução na atuação vascaína.

"Eu só penso no Vasco, no meu trabalho, e sou muito determinado. Não tenha dúvidas que este é um dos meus maiores desafios dentro do futebol. Eu não vou me entregar, nós não vamos nos entregar. Ainda temos chances, estamos vivos, respirando. Mesmo em uma derrota, eu vi coisas boas no time. Temos que ter a tranquilidade necessária, e eu, principalmente, como líder, tenho que passar isto para os meus jogadores", afirmou.

Jorginho também reclamou da atuação do árbitro Elmo Alves Resende Cunha, alegando que uma falta teria sido cometida em Jorge Henrique no início do lance do segundo gol do Atlético-MG, marcado pelo argentino Dátolo.

"A equipe melhorou bastante do último jogo. Tivemos algumas oportunidades, enfrentamos um grande time, que está brigando pelo título. Infelizmente sofremos o segundo gol e ficamos nervosos com a situação. Na falta em cima do Jorge Henrique, sabemos que os árbitros são humanos e passíveis a erros, mas a única coisa ruim é que tem sido contra a gente e em momentos que precisamos", disse.

Mais um vez batido, o Vasco é o lanterna do Brasileirão com 13 pontos, a 12 do primeiro time fora da zona de rebaixamento. A equipe volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, quando vai visitar a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, pela 24ª rodada.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolBrasileirãoVascoJorginho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.