Jorginho lamenta empate e chances perdidas, mas mantém confiança no Vasco

O Vasco seguiu na lanterna do Campeonato Brasileiro ao empatar por 0 a 0 com o Grêmio, neste domingo, no Maracanã. Após o confronto, o técnico Jorginho lamentou as chances de marcar gols que o time desperdiçou, mas manteve a confiança de que a equipe poderá se livrar do rebaixamento à Série B - a diferença para o Avaí, 16º colocado e primeiro clube fora da zona de descenso hoje, é de quatro pontos.

Estadão Conteúdo

26 de outubro de 2015 | 09h28

O comandante ainda lembrou que a 32ª rodada não foi ruim para o Vasco, que contou com derrotas de Coritiba, Goiás e Joinville e assim tirou um ponto de diferença em relação a estas equipes.

"Tivemos algumas conclusões ruins, com certeza. Podíamos ter concluído melhor, nosso volume de jogo foi mais eficiente. Fizemos um excelente primeiro tempo, com melhores oportunidades. Eles vieram com a força dos cruzamentos, que já sabíamos que seria um ponto forte deles. Nós continuamos com a mesma situação, os jogos nos beneficiaram, subimos um ponto em relação a Coritiba e Joinville e vamos continuar acreditando. Tenho consciência de que fizemos uma grande partida, a equipe jogou muito, mas pecamos na hora de fazer o gol, que é o mais importante", afirmou o treinador.

Invicto no Brasileirão desde 5 de setembro, o Vasco lamenta também o fato de ter acumulado quatro derrotas seguidas, assim como Jorginho lembrou neste domingo que o time foi prejudicado pela arbitragem na partida diante da Chapecoense, que terminou em 1 a 1, no Maracanã.

"Os quatro jogos que empatamos nos atrapalharam, principalmente o jogo contra a Chapecoense. Precisávamos daqueles três pontos. Ali foi um resultado injusto, com erros de arbitragem. Era um confronto que contávamos com a vitória. Os duelos contra São Paulo e Avaí eram muito difíceis, mas também dava para ter vencido. Se tivéssemos, pelo menos, cinco pontos nestes jogos, estaríamos numa situação melhor", ressaltou Jorginho, que ao mesmo tempo alfinetou os críticos que já haviam "decretado" o rebaixamento vascaíno. "Para quem dizia que o Vasco estava completamente fora, dizendo que já havia descido, na verdade, está aí: ninguém desceu. Estamos no bolo, temos condições e vamos trabalhar para continuar com a recuperação", reforçou.

O Vasco tentará encerrar a série de empates no Brasileirão no próximo domingo, quando terá pela frente o clássico com o Fluminense, às 18 horas, no Engenhão, pela 32ª rodada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.