Foto: Maurício de Souza/D. do Litoral
Foto: Maurício de Souza/D. do Litoral

Jorginho lamenta erros e admite 'momento difícil' do Vasco

Equipe vem de sequência ruim com empate contra o Tupi e derrota para o Santos

O Estado de S.Paulo

28 Agosto 2016 | 08h36

O técnico Jorginho reconheceu na noite deste sábado que o Vasco vive "momento difícil" na temporada, numa sequência de quatro jogos sem vitórias, com dois empates e duas derrotas, sendo uma delas para o Santos, por 3 a 1, no meio da semana, pela Copa do Brasil. No sábado, o time carioca empatou com o Tupi, penúltimo colocado da Série B.

"A gente não fez um grande jogo. Precisamos voltar a atuar bem, infelizmente sofremos mais dois gols em erros que não podem acontecer. Bola parada, saída de bola. É uma coisa que eu tenho que estar atento. Toda a equipe tem um momento bom, um momento difícil. São três empates na Série B. Basta a mim como treinador detectar o que está faltando", comentou o treinador.

Jorginho reconheceu que a ausência do meia Nenê pesou na atuação vascaína, em Juiz de Fora. "O Nenê não pôde participar, ele não estava se sentindo realmente à vontade. Vamos ver o que vai acontecer para o próximo jogo. É hora de termos tranquilidade. Criamos uma boa 'gordura' e não podemos perdê-la", declarou.

Se a baixa contra o Tupi foi Nenê, para a próxima rodada o desfalque certo será o meia Andrezinho, suspenso por levar o terceiro cartão amarelo. "Ele é um jogador importante, que tem atitude de buscar o jogo, de partir pra cima. Tem um bom passe. Vai fazer falta. Temos que pensar em todas as possibilidades. Vou esperar como vai ser o decorrer da semana com o Nenê para tomar uma atitude", disse Jorginho.

A boa notícia para o jogo contra o Vila Nova, na terça-feira, em São Januário, é o desempenho acima do esperado do meia Fellype Gabriel neste sábado. Voltando de lesão, ele já exibiu ritmo de jogo e deve ser uma das opções de Jorginho para a próxima rodada.

"É um jogador que está há algum tempo parado. Ficamos muito felizes por ele ter jogado quase 60 minutos sem nenhuma dor. Falta o ritmo, mas só vai conseguir jogando. A movimentação dele é boa e ele é extremamente inteligente. Deu para perceber isso", avaliou o treinador.

Apesar da sequência negativa, o Vasco segue na liderança isolada da Série B, com 41 pontos, contra 37 do vice-líder Atlético-GO.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.