Jorginho pede apoio à torcida palmeirense no clássico

Promovido a técnico interino após a saída repentina de Vanderlei Luxemburgo, Jorginho, o novo comandante palmeirense, já terá o clássico contra o Santos pela frente, neste domingo. Diante do desafio, o treinador, que estava no Palmeiras B, aproveitou para pedir o apoio da torcida. O jogo contra os santistas será em casa, no Palestra Itália, e Jorginho espera que o torcedor palmeirense compareça para apoiar a equipe.

AE, Agencia Estado

27 de junho de 2009 | 22h18

"É preciso ter tranquilidade neste momento e peço encarecidamente que nosso torcedor dê total apoio aos jogadores", pediu o treinador interino, que já comandou os trabalhos na manhã deste sábado, na Academia de Futebol. "Dou a certeza de que o time terá muita vontade, dedicação, e honrará o nosso clube. Vamos procurar fazer o que o time vinha fazendo da melhor maneira possível."

No treino que comandou, Jorginho manteve a base que vinha atuando com Luxemburgo. A única dúvida é a participação de Pierre no clássico. Na última quinta-feira, a esposa do volante sofreu um aborto, e o jogador ainda não sabe se terá condições de entrar em campo. "O Pierre está vivendo uma situação muito difícil. Então, vou deixá-lo à vontade. Se ele disser que dá para jogar, será titular", adiantou o técnico palmeirense.

Se Pierre não atuar, Jorginho promoverá a entrada do também volante Souza em seu lugar. A tendência, porém, é que o Palmeiras jogue o clássico contra o Santos com a seguinte formação: Marcos; Wendel, Mauricio Ramos, Danilo e Armero; Pierre, Mozart, Cleiton Xavier e Diego Souza; Willians e Obina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.