Site Oficial / vasco.com.br
Site Oficial / vasco.com.br

Jorginho valoriza gol marcado fora de casa contra LDU e quer recuperação no Rio

Técnico diz que altitude e sequência de jogos em pouco tempo prejudicaram a equipe

Estadao Conteudo

26 de julho de 2018 | 09h38

A derrota por 3 a 1 para a LDU, em Quito, na noite de quarta-feira, não foi boa para as pretensões do Vasco na Copa Sul-Americana, mas o técnico Jorginho diz que está muito confiante na recuperação da equipe na partida de volta da segunda fase da competição continental, marcada para o dia 9 de agosto, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

O treinador vascaíno valorizou muito o gol marcado fora de casa - feito em cobrança de pênalti pelo atacante Thiago Galhardo - e lembrou da atuação do time diante do Bahia, na semana passada, pela rodada de volta das oitavas de final da Copa do Brasil - vitória por 2 a 0, mas eliminação por ter perdido na ida por 3 a 0, em Salvador.

"Situação complicada, mas não impossível. A equipe em casa é muito forte. A LDU não vai ter a mesma vantagem física. Tentei desmistificar a altitude para os jogadores, mas eles mesmos sentem. Esse único gol que fizemos pode fazer a diferença. Contra o Bahia pressionamos muito e tivemos uma boa atuação", ressaltou o comandante.

Jorginho ainda falou sobre a dificuldade de jogar nos 2.734 metros de altitude da capital do Equador e lembrou que o elenco fez quatro partidas em um intervalo de 10 dias, o que acabou prejudicando a parte física na segunda etapa do duelo de quarta-feira.

"O Vasco é muito grande. É difícil jogar aqui. Tentei tirar essa coisa se altitude dos jogadores, mas é uma realidade. Sabíamos que (o atacante) Anangonó é bom jogador, faz um papel de pivô muito bom, forte no jogo aéreo. A grande dificuldade é que jogamos quatro vezes em 10 dias", completou o técnico.

De volta ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira, o Vasco inicia a preparação para mais um jogo longe de casa, apesar de ser mandante. Neste domingo, às 11 horas, jogará contra o Corinthians, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.