Jornais bolivianos lamentam morte em partida da Libertadores

Kevin Betran foi atingido por um sinalizador; doze suspeitos brasileiros estão detidos na Bolívia

21 de fevereiro de 2013 | 11h30

ORURO - Os jornais bolivianos lamentaram a morte de Kevin Beltrán Espada, de 14 anos. O torcedor  boliviano faleceu na noite desta quarta-feira, atingido por um sinalizador enquanto assistia à partida entre San José e Corinthians, pela Libertadores, no estádio Jesus Bermudez. 

Segundo os periódicos, o adolescente nascido em Cochabamba tinha viajado com um parente para acompanhar a primeira partida do Grupo 5 da Libertadores. Durante a comemoração do primeiro gol corintiano, marcado pelo peruano Guerrero, um sinalizador foi atirado em direção a torcida do San José, atingindo o olho do garoto, que morreu antes mesmo de chegar ao hospital

As matérias mais lidas do portal LaRazón foram sobre o incidente. Em uma delas, destaque para a quantidade de corintianos detidos, suspeitos de terem atirado o artefato.

Em uma outra matéria, o site falou da dor dos torcedores devido ao ocorrido. Um parente disse que viu o objeto e ainda conseguiu desviar, enquanto um tio, revoltado, acusou a torcida visitante de "vandalismo".

Para o portal LaTercera, "a Taça Libertadores 2013 está em luto". O site também deu destaque a quantidade de suspeitos presos para averiguação - doze nomes já foram confirmados pela polícia boliviana.

A exemplo do que fez o Corinthians, a Conmebol lamentou o ocorrido em nota oficial. De acordo com o documento, a entidade "transmite condolências e solidariedade à família Espada Beltran". A carta não fala de nenhum tipo de punição ao Corinthians. Segundo o Código Disciplinar, criado no fim do ano passado, a equipe pode ser até mesmo excluído da competição.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansFutebolLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.