Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Jornal chileno diz que Love só serve para abrir garrafas de Adriano

Imprensa chilena tira onda do Flamengo após empate com a Universidad de Chile por 2 a 2 dentro do Maracanã

EFE,

09 de abril de 2010 | 11h35

O jornal popular chileno La Cuarta disse em sua edição de hoje, após o empate desta quarta-feira entre Universidad de Chile e Flamengo em 2 a 2, que o atacante rubro-negro Vágner Love "só serve para abrir as garrafas" de seu companheiro de time Adriano.

Veja também:

linkFlamengo leva gol no fim e cede o empate no Maracanã

O texto do La Cuarta diz que a Universidad "se manteve como única líder do grupo 8, ficou com a classificação no bolso e confirmou que Vágner Love só serve para abrir as garrafas de seu parceiro Adriano".

Apenas Love jogou ontem. Adriano, lesionado, não foi relacionado para a partida, válida pelo grupo 8 da Copa Libertadores.

O mesmo La Cuarta chamou o empate de 'Maracanazo', em alusão ao termo usado para se referir à derrota do Brasil para o Uruguai na final da Copa do Mundo de 1950, disputada no mesmo Maracanã, e disse que o segundo gol da Universidad, marcado pelo argentino Matías Rodríguez já nos acréscimos, "merece um monumento".

Outros jornais de Santiago disseram que a Universidad jogou "à moda uruguaia" no Rio de Janeiro, onde o técnico da equipe chilena, o uruguaio Gerardo Pelusso, que tem vários compatriotas entre seus comandados, impôs uma tática extremamente defensiva.

"As oitavas-de-final estão cada vez mais próximas", destaca o jornal El Mercurio, enquanto o La Tercera considera que a Universidad teve "um resultado histórico" na Libertadores, da qual foi semifinalista em 1996.

O La Nación destaca "a soberba bomba de esquerda" de Rodríguez que permitiu o "agônico" empate "quando tudo parecia perdido".

Com o resultado de ontem, a Universidad de Chile continua liderando o grupo 8 da Libertadores, agora com oito pontos. O Flamengo vem logo atrás, com sete.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.