José Mourinho coloca o Chelsea no caminho das conquistas novamente

Técnico português teve bons reforços, apesar de ter perdido alguns jogadores, como David Luiz, e será mais cobrado por isso

O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2014 | 17h31

O Chelsea, de Oscar, Ramires e Willian, é um dos favoritos a levantar taças na Europa nesta temporada, o que faz com que o discurso do técnico português José Mourinho mude radicalmente. Nas competições passadas, o treinador evitou colocar sua equipe entre as favoritas, mas agora Mourinho é o primeiro a admitir que o Chelsea retoma o futebol para ser campeão do Campeonato Inglês, pelo menos.

Para isso, pediu e foi atendido com uma série de reforços, como do atacante brasileiro-espanhol Diego Costa, vindo do Atlético de Madrid, que foi uma das sensações do futebol europeu na temporada passada. Ele próprio foi um dos destaques do time da capital espanhola. O treinador abriu mão do zagueiro David Luiz, vendido ao Paris Saint-Germain por 50 milhões de euros (R$ 159,7 milhões de hoje), e ainda pode contar com esse dinheiro para ir às compras.

Para balançar as redes, o Chelsea também recontratou Didier Drogba, que volta para tomar conta do vestiário, que já conhece bem. Chegaram ainda Cesc Fàbregas e Filipe Luis, dois jogadores de seleção de seus respectivos países, apesar de o time inglês abrir suas portas para as saídas de Lampard e Ashley Cole. Mourinho tem dois bons goleiros para escolher: Petr Cech e Thibaut Courtois. O treinador se valeu de Courtois na primeira partida da Liga, vencida por seu time, mas isso não significa que deixará Cech no banco em todo os jogos.

O fato de o Chelsea estar mais forte também aumenta a pressão sobre Mourinho, que está há duas temporadas sem festejar nada. Ele será cobrado também a despeito de suas confusões com alguns jogadores do elenco. Todos sabem que ele e David Luiz não combinaram, o que ocasionou a saída do zagueiro brasileiro. E nem mesmo Mourinho conseguirá se manter sem ganhar nada nesta temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolChelseaMourinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.