Julio Cortez/AP
Julio Cortez/AP

José Mourinho confirma ida de Mata para o Manchester United

Técnico disse que o Chelsea liberou o jogador para realização de exames médicos

AE-AP, Agência Estado

24 de janeiro de 2014 | 11h52

LONDRES - Apenas detalhes ainda impedem a oficialização da contratação do espanhol Juan Mata pelo Manchester United, como revelou nesta sexta-feira o técnico do Chelsea, José Mourinho. O treinador português afirmou que a transferência de Juan Mata para o Manchester United vai ser selada "mais cedo ou mais tarde", confirmando que concordou em vender o meio-campista.

Mourinho disse em entrevista coletiva que o Chelsea liberou o jogador da seleção espanhola para realizar exames médicos pelo United, após o clube aceitar uma proposta de 37 milhões de libras (aproximadamente R$ 147 milhões). "Tivemos uma oferta que é a oferta certa", disse Mourinho. "Eu perguntei a ele (Mata), ''Você está realmente feliz em ir?''", acrescentou. "Ele disse: ''Sim, eu estou muito feliz em ir''".

Mata foi eleito o melhor jogador do Chelsea nas duas últimas temporadas, mas perdeu espaço na equipe após a chegada de Mourinho ao clube londrino. O espanhol vinha sendo preterido na equipe pelo treinador, que tem optado por usar o belga Eden Hazard e os brasileiros Willian e Oscar.

"Ele foi fantástico para o Chelsea. O Chelsea foi fantástico para ele", disse Mourinho. "Queremos que ele vá para lá, seja feliz e se saia bem pelo Manchester United", completou o técnico, mesmo que o clube de Manchester ainda não tenha se manifestado sobre a contratação. "As coisas estão indo na direção certa", disse o português.

O Manchester United espera que a chegada de Mata impulsione a sua recuperação em uma temporada até agora decepcionante. O time está em sétimo lugar no Campeonato Inglês, 14 pontos atrás do líder Arsenal e distante das quatro vagas na próxima Liga dos Campeões da Europa.

Além disso, o clube já foi eliminado da Copa da Inglaterra e da Copa da Liga Inglesa. Ao menos, porém, está classificado para as oitavas final da Liga dos Campeões e vai enfrentar o Olympiacos, da Grécia, no próximo mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.