Bruno Cantini/Atlético Mineiro
Bruno Cantini/Atlético Mineiro

José Welison exalta disputa por vaga no Atlético-MG e não se vê como titular

Volante não acredita que boas atuações do ano passado o garantam com o técnico Levir Culpi

Redação, Estadão Conteúdo

16 Janeiro 2019 | 20h06

A contratação de Jair junto ao Sport intensificou a disputa por vagas no meio de campo do Atlético-MG. Um dos nomes que concorrem à titularidade com o novo reforço é o volante José Welison admitiu que a briga ficou maior, mas celebrou a chegada de mais um atleta para o setor.

"É uma disputa sadia com os jogadores novos que chegaram. Já tinha eu, o Gustavo Blanco, o Adilson, e o Jair é mais um que chega para ajudar, para completar o elenco. Esperamos esta disputa para ajudar o Atlético-MG a conquistar coisas grandes", declarou nesta quarta-feira.

Os quatro nomes citados podem fazer a função de primeiro volante, enquanto Elias atua um pouco mais avançado. Contratado junto ao Vitória em 2018, José Welison logo se destacou e se firmou como titular do Atlético-MG, mas sofreu uma lesão no fim da temporada que o deixou afastado dos gramados. Até por isso, não se vê como titular neste início de ano.

"Difícil falar sobre titularidade, temos vários jogadores de qualidade. Agora, temos o Jair, mais uma cabeça boa para disputar posição. Acho que não temos titulares definidos ainda. O ano passado ficou para trás, começou um novo ano e esperamos conquistar o espaço", comentou.

A estreia do Atlético-MG no Campeonato Mineiro acontece domingo, diante do Boa, no Independência, e por mais que admita que a equipe ainda não está na melhor forma física, José Welison confia em um bom início de temporada.

"Estamos bem, fazendo um bom trabalho com a comissão para estarmos bem fisicamente. Estamos trabalhando no dia a dia e esperamos estar em boa condição domingo para fazer uma boa partida. Ainda temos muito a melhorar, mas isso vai acontecer no decorrer do ano", avaliou.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Atlético Mineirofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.