Josué dá susto em treino, mas não preocupa para a estréia

Josué deu um susto no técnico Muricy Ramalho, no treino do São Paulo realizado na tarde desta sexta-feira. A três dias da estréia do São Paulo no Campeonato Paulista - contra o Sertãozinho, quinta-feira à noite, no interior -, o volante sentiu dores na perna direita, na região da virilha, e imediatamente saiu de campo. Segundo o médico José Sanches, não há "nenhum risco de ruptura do músculo?. Mas para evitar surpresas, Josué iniciou um trabalho de reforço muscular.A cautela de toda a comissão técnica com o camisa 8 tem explicação. Josué é o único volante disponível no elenco. O único jogador que conhece muito bem a posição, já que o setor sofreu severas baixas ao término do Campeonato Brasileiro. De uma hora para outra, o time perdeu Mineiro, que segue com futuro indefinido; Ramalho, que retornou ao Santo André com o fim do empréstimo; e Richarlyson, que ficará fora de combate pelos próximos três meses por conta da cirurgia no braço direito em razão de um acidente automobilístico. Não é à toa que Souza será improvisado.A escassez no meio-de-campo são-paulino mostra um dos problemas que Muricy Ramalho vem enfrentando nesse início de temporada: a falta de jogadores. Dos 24 atletas que se reapresentaram no início do mês, o treinador pode contar atualmente com apenas 20 - dentre eles, os reforços Jadílson, Hugo e Borges. Os também recém-chegados Caiuby e Francisco Alex integrarão o elenco que excursionará pela Índia a partir do dia 22, o lateral-direito Ilsinho está machucado e o meia Lenílson cumpre pena de 120 dias imposta pelo STJD por agressão ao meia André Oliveira, em jogo contra o Santos.?No começo do ano é normal. Isso não me preocupa. No ano passado também foi assim. Ainda tem jogador para chegar?, relaxa Muricy Ramalho. ?Não adianta sair comprando em quantidade. Tem que investir em jogador que vai ficar e não trazer qualquer coisa."A dificuldade fica evidente durante os treinamentos. Tanto que Muricy Ramalho não tem condições de realizar um coletivo entre titulares e reservas. Sempre falta alguém para completar dois times - principalmente, volantes O jeito tem sido organizar jogos-treino como o que aconteceu no domingo, contra a Inter de Limeira, e que voltará a ser disputado nesta terça, contra o São Carlos, novamente no CCT.?Tenho certeza de que o nosso elenco não será reduzido. O problema só está sendo agora. Mais para a frente vamos completar o grupo, penso em trabalhar com 25 jogadores e guardar mais algumas vagas para o pessoal do time de juniores. É sempre bom tentar revelar alguém?, diz Muricy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.