Stefan Wermuth / Reuters
Stefan Wermuth / Reuters

Juan Mata anuncia que vai doar 1% de seu salário para a caridade

Meia do Manchester United pede que outros jogadores façam o mesmo: "pode mudar o mundo"

Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2017 | 13h54

Juan Mata, meia do Manchester United, anunciou que irá doar 1% de seu salário (estimado em 140 mil libras por semana, ou aproximadamente R$ 2,3 milhões por mês) para o fundo Common Goal, da ONG StreetFootballWorld, que apoia iniciativas de caridade que utilizam o futebol como meio para mudar o mundo.

O jogador falou sobre suas razões para o ato em texto escrito para o The Player's Tribune, veículo que atletas profissionais utilizam para contar suas histórias. Nele, explica o impacto que o futebol teve em sua vida e diz desejar que outras pessoas possam aproveitar as chances que ele mesmo teve.

"É um pequeno gesto, que se for compartilhado, pode mudar o mundo", escreve Mata, chamando outros atletas profissionais a repetir o seu gesto, garantindo que juntos poderiam criar um movimento baseado em "valores que podem integrar toda a indústria do futebol para sempre".

Segundo o espanhol, a meta é que a longo prazo, 1% do lucro de toda a indústria do futebol seja reinvestido para ajudar iniciativas de caridade que utilizam o futebol para fortalecer comunidades ao redor do mundo. Para isso, quer formar um time com 11 jogadores que liderem o movimento. A ONG StreetFootballWorld apoia mais de 120 organizações de todo o mundo que utilizam o futebol como ferramento de desenvolvimento social.

"Temos tantas oportunidades simplesmente porque jogamos um jogo de crianças. Temos sorte de viver um sonho. Então, vamos nos juntar e ajudar crianças de todos os lugares a experimentar a mesma luz e alegria", finaliza o atleta em seu texto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.