Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Juan não treina e deve ser poupado contra os EUA

Zagueiro tem reclamado de cansaço e não participou nem do reconhecimento do campo de jogo

AE, Agência Estado

17 de junho de 2009 | 14h16

PRETÓRIA - O zagueiro Juan deve ser um dos jogadores poupados por Dunga na partida contra os Estados Unidos, às 11 horas de quinta-feira. Nesta quarta, em Pretória, o defensor não participou do treino de reconhecimento no Estádio Loftus Versfeld, local do segundo jogo da seleção na Copa das Confederações.

Veja também:

linkDunga espera avaliação médica para definir seleção

linkBrasil tenta minimizar desgaste físico na Confederações

linkBrasil conta com retrospecto positivo contra os EUA

linkJorginho defende ideia de mais substituições durante jogos

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A atividade durou menos de uma hora, e deu poucas pistas sobre a possível escalação da equipe. Os jogadores limitaram-se a um trabalho de aquecimento seguido por um recreativo de 30 minutos, com os jogadores divididos em dois times, comandados por Kaká e Robinho.

Na entrevista coletiva antes do treino, Dunga confirmou que vai poupar parte da equipe, mas não citou nomes. O treinador receberá uma avaliação dos atletas ainda nesta quarta, e deve escolher quem será poupado de acordo com o desgaste físico apresentado pelos exames.

Entre os que podem ganhar vaga no time titular estão o lateral-esquerdo André Santos e o meio-campista Ramires. Os dois entraram no segundo tempo da vitória por 4 a 3 sobre o Egito, na estreia, substituindo Kleber e Elano.

A seleção brasileira está na segunda posição do Grupo B da Copa das Confederações, com três pontos e um gol de saldo. A Itália lidera a chave, também com três pontos mas com dois gols de saldo - venceu os Estados Unidos por 3 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.