Juande Ramos deixa o comando do Málaga após eliminação na Copa do Rei

Espanhol fecha acordo com a diretoria para encerrar o seu contrato

Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2016 | 10h28

Durou apenas metade de uma temporada a passagem de Juande Ramos pelo Málaga. O clube espanhol anunciou, através de um comunicado, que o espanhol de 62 anos fechou um acordo com a diretoria para encerrar o seu contrato, que era válido por três temporadas.

A saída de Ramos vem depois de um bom momento do time ser encerrado por uma derrota por 4 a 1 para o Sevilla, que o deixou em 11º lugar no Campeonato Espanhol, e pela decepcionante eliminação na Copa do Rei com uma derrota por 4 a 3 para o Córdoba, da segunda divisão, em 20 de dezembro, no Estádio La Rosaleda, resultado que levou os torcedores a pedirem a sua demissão.

Em comunicado publicado no site do clube, Ramos mencionou "a tensão durante os últimos jogos que não ajudaram a equipe" como seu motivo para sair. "O futebol é suscetível à mudança e em situações adversas os técnicos muitas vezes são os injustiçados", disse Ramos. "Neste caso específico, decidi me afastar de uma situação que era desconfortável e insatisfatória".

A equipe vinha recebendo elogios até as derrotas para os rivais regionais pouco antes da pausa para o inverno espanhol. Antes disso, o Málaga igualou um recorde de cinco vitórias consecutivas em casa e ainda conseguiu segurar um empate por 0 a 0 com o Barcelona no Camp Nou.

Quando assumiu o Málaga, Ramos encerrou um hiato de dois anos afastado do futebol, voltando ao time que comandou entre 2003 e 2004. O clube não anunciou o seu substituto e volta a jogar em 8 de janeiro, fora de casa, contra o Celta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.