Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Jucilei sofre contratura na coxa direita e pode ficar até 15 dias fora

Volante do São Paulo se lesionou da derrota por 2 a 1 para o Ituano e é desfalque garantido nos próximos jogos

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2018 | 16h26

O São Paulo tem mais um problema para enfrentar além da turbulência no bastidor pela pressão sobre o técnico Dorival Junior. Após sair com fortes dores na derrota por 2 a 1 para o Ituano, na quarta, o volante Jucilei passou por exames que detectaram uma contratura na coxa direita. O cluba não confirma uma data para retorno, mas problemas deste tipo costumam deixar os atletas de "molho" por até 15 dias.

Pressionado, Dorival Junior ainda tem votos de confiança dentro do São Paulo

"O resultado apontou uma contratura na região posterior da coxa direita do jogador, que já iniciou o processo fisioterápico no REFFIS e ficará sob os cuidados do departamento médico até reunir condições de treinar no gramado  novamente", informou o clube, nesta quinta. "Sem poder contar com Jucilei, o técnico Dorival Júnior tem à disposição para o setor Hudson, Araruna, Pedro e Paulo Henrique, além do capitão Petros."

Jucilei sofreu a lesão aos 28 minutos do 2º tempo, enquanto defendia a posse de bola tricolor no setor defensivo, e foi substituído por Shaylon. O jogador ainda passará por mais exames, mas uma previsão inicial possível, ainda otimista, é de que o jogador esteja disponível para enfrentar o Palmeiras, no dia 8. Desta forma, perderia três jogos: duelos contra a Ferroviária (25), CRB (28) e Linense (4 de março).

Além de Jucilei, o São Paulo não terá Reinaldo no próximo domingo contra a Ferroviária. O lateral-esquerdo recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão. Petros, que estava suspenso, retorna ao time, e deve fazer dupla no meio-campo com Hudson, que o substituiu e agora deve ocupar a vaga de Jucilei. 

Tudo o que sabemos sobre:
JucileiSão Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.