Juiz africano punido por anular gol

O árbitro senegalês Falla Ndoye foi suspenso por um ano por causa de sua atuação numa partida das eliminatórias para a Copa Africana de Nações, no mês passado. A Confederação Africana de Futebol (CAF) anunciou neste sábado que Ndoye não poderá apitar nenhuma partida a partir de março. Com a punição, o árbitro não poderá ser um dos árbitros do continente na Copa do Mundo de 2002, na Coréia e no Japão. A punição aconteceu em função do protesto de Angola, que teve um gol anulado pelo árbitro e acabou perdendo a partida para Burkina Fasso por 1 a 0. ?Revimos o vídeo e, baseado no seu desempenho, decidimos puni-lo por uma ano?, disse o porta voz da CAF, Viken Djizmedjian. O resultado do jogo, no entanto, está mantido. Ndoye é o segundo árbitro africano punido nos últimos dias. Na semana passada, o tunisiano Mourad Daami também foi suspenso por um ano por causa de seu comportamento na final da Liga dos Campeões da África, entre Hearts Oak de Gana e Esperance, da Tunísia . Integrante da delegação do Esperance, da Tunísia, ele sugeriu que o trio de arbitragem abandonasse o jogo depois de um tumulto na torcida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.