Juiz dá razão a Lionel Messi e rejeita recurso da Nike

Um juiz deu ganho de causa ao atacante argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o absolveu do processo apresentado pela Nike, que pedia uma indenização de 5,5 milhões de euros (cerca de R$ 15 milhões) pelo fato de o jogador ter assinado contrato com a marca concorrente Adidas, enquanto o mesmo negociava com a empresa norte-americana.Na sentença, o juiz considerou que o documento assinado entre Messi e a Nike, em 23 de maio de 2005, não é vinculativo porque se trata apenas de "uma proposta de contrato", na qual o jogador argentino e a empresa se comprometem expressamente a manter as negociações para a elaboração de um contrato definitivo.Diante disso, o juiz rejeitou o recurso da Nike e absolveu Messi e a Adidas, que acabaram assinando, em 31 de janeiro de 2006, um contrato de cessão de direitos de imagem pelo qual o jogador do Barcelona receberá o triplo do oferecido pela Nike (cerca de R$ 1,5 milhão por ano).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.