Juiz erra e Bota empata com América

Dois erros grosseiros do árbitro Carlos Jorge Moreira - deixou de marcar dois pênaltis a favor do América - prejudicaram o primeiro clássico da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Botafogo e América empataram por 2 a 2, neste domingo à tarde, no Caio Martins, em Niterói. O Botafogo vinha de duas derrotas consecutivas para o São Paulo, na decisão do Torneio Rio-São Paulo, e entrou em campo com a obrigação de vencer. Mas só o árbitro parecia se esforçar para o Alvinegro conquistar os três pontos. Ele também inverteu faltas e laterais favoráveis ao time das cores vermelha e branca.No final, teve de deixar o campo cercado por dezenas de policiais militares e ouvir críticas severas do almirante Álvaro Grego, diretor de Futebol do América. "O senhor é desleal, é vergonhoso, é leviano." A PM teve de ser reforçada para também evitar que a porta do vestiário do árbitro fosse arrombada pela torcida do América, logo após o fim da partida.Em campo, o Botafogo foi confuso, lento e apático. Só mesmo Taílson destacou-se e foi o autor dos dois gols de seu time. Aos 24 do primeiro tempo, recebeu passe de Donizete e chutou sem defesa para Marcelo Leite. O América empatou por intermédio de Celso, aos 9 do segundo tempo, com um bonito toque por cobertura, após um erro de Augusto.Taílson marcaria novamente aos 24 da etapa final, em chute cruzado.O América foi melhor no primeiro tempo, quando desperdiçou pelo menos quatro oportunidades. O atacante Sorato esteve sempre presente nos lances de perigo do time. O Botafogo melhorou de rendimento nos últimos 45 minutos e Donizete chegou a acertar uma bola na trave. Quando o público deixava o Caio Martins, já nos acréscimos, o goleiro Wagner falhou e seu xará Wagner, atacante do América, completou de perna esquerda para desespero dos botafoguenses.Outros Resultados - Americano 3 x 1Madureira, em Campos; e Volta Redonda 1 x 1 Friburguense, em Volta Redonda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.