Fabio Motta|Estadão
Fabio Motta|Estadão

Juiz marca audiência para debater torcida única em clássicos no Rio

Sessão será nesta quarta-feira, às 13 horas, no Fórum Central do Rio

Fábio Grellet, Estadao Conteudo

21 Fevereiro 2017 | 21h06

Quatro dias após determinar que os jogos entre os quatro grandes clubes do futebol do Rio (Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo) passem a ser disputados com torcida única no Estado, o juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos, designou para esta quarta-feira, às 13 horas, uma audiência especial para debater a decisão. A reunião será realizada no Fórum Central do Rio, no centro da capital fluminense.

Foram intimados para a audiência representantes do Ministério Público, do Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco, da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e da CBF, além do chefe do Estado-Maior Geral da Polícia Militar do Estado do Rio e o comandante do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe).

A assessoria da Justiça fluminense não soube informar se a audiência foi iniciativa própria do juiz ou motivada por algum pedido de reconsideração apresentado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) ou pelos clubes envolvidos na decisão.

Nesta terça, a Ferj enviou formalmente um ofício para o juiz pedindo que ele revogue a decisão tomada na semana passada, numa resposta à briga entre torcedores de Botafogo e Flamengo no fim de semana anterior. O duelo aconteceu no Engenhão e um botafoguense morreu.

A determinação da Justiça gerou uma indecisão sobre a semifinal da Taça Guanabara entre Flamengo e Vasco, marcada para este sábado. Os clubes insistiram em realizar a partida com as duas torcidas e a possibilidade de levar o clássico para outro Estado chegou a ser cogitada. Após a reunião desta terça, a entidade e as equipes decidiram esperar o novo posicionamento do juiz antes de tomar qualquer decisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.