Juiz pede desculpas por ter validado gol ilegal do Japão

O goleiro australiano, Mark Schwarzer, disse que o juiz que apitou a partida inaugural do grupo F, entre Austrália e Japão, pediu desculpas por ter validado o gol ilegítimo dos japoneses, no primeiro tempo da partida. No lance do gol, marcado por Nakamura, Schwarzer foi empurrado por dois jogadores japoneses e impedido de alcançar a bola cruzada na área.De acordo com o arqueiro, o árbitro egípcio Abd El Fatah Essam disse a ele, durante uma pausa para atendimento em campo de um jogador japonês, que havia se equivocado ao não marcar falta no lance que originou o gol. "Nossos jogadores foram até ele e reclamaram, e ele me disse que lamentava, que tinha cometido um erro", disse o goleiro titular da Austrália. "Uma vez tomada a decisão, não há mais nada que se possa fazer. É óbvio que se pode correr como um louco na direção do juiz, mas isso não seria bem visto. Todos podem cometer erros".Apesar do erro do juiz, a Austrália reagiu no segundo tempo, marcou seus três primeiros gols em Mundiais e obteve a primeira vitória da seleção da Oceania na história das Copas. Austrália e Japão estão no mesmo grupo de Brasil e Croácia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.