Juíza mantém sigilo de Teixeira

A juíza da 6ª Vara Federal Criminal do Rio, Ana Paula Vieira de Carvalho, reconsiderou nesta quinta-feira a decisão de 27 de setembro em que havia permitido o acesso do Ministério Público Federal às informações obtidas nas quebras dos sigilos bancário e fiscal do presidente da CBF, Ricardo Teixeira. As informações haviam sido requeridas pelo Ministério Público, que apresentou como justificativa para seus pedidos o fato de o relatório elaborado pela CPI da CBF/Nike não ter sido aberto publicamente. Mas a juíza voltou atrás ao receber ofício do Supremo Tribunal Federal (STF), em que o ministro Nelson Jobim esclarece que considerou inconstitucional a divulgação e a remessa dos dados sigilosos obtidos pela comissão da Câmara dos Deputados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.