Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Julgados, Kleina e Márcio Araújo são liberados para jogo

A dupla está liberada para ajudar o Palmeiras neste sábado, contra o Figueirense

DANIEL BATISTA, Agência Estado

18 de julho de 2013 | 16h53

SÃO PAULO - O técnico Gilson Kleina e o volante Márcio Araújo foram julgados pela segunda vez, nesta quinta-feira, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por causa de ofensas ao árbitro Wagner Reway na partida do último dia 8 de junho, contra o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife. Naquela ocasião, o Palmeiras foi derrotado por 1 a 0, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Mas tanto o treinador quanto o jogador escaparam de levar punições e estão livres para desempenhar suas respectivas funções na partida deste sábado, contra o Figueirense, às 16h20, em Florianópolis, pela nona rodada da competição nacional.

Por causa de suas atitudes, o comandante e o atleta foram julgados pela primeira vez na sede do STJD, dia 25 de junho, no Rio. O primeiro deles acabou punido com um jogo de suspensão, cumprido contra o Oeste, em 6 de julho. Já o volante foi apenas advertido pelo tribunal naquela ocasião.

Entretanto, a procuradoria do STJD considerou as penas brandas demais e solicitou a realização de uma nova audiência, ocorrida nesta quinta-feira, quando a suspensão de um jogo a Kleina foi mantida. Já Márcio Araújo, expulso pelo árbitro no jogo do Recife, recebeu a suspensão de uma partida, já cumprida diante do América-RN, na sexta rodada da Série B do Brasileiro.

No caso de Kleina e de Márcio Araújo, o departamento jurídico do Palmeiras, tanto na audiência em primeira instância quanto nesta última, conseguiu desclassificar o artigo da denúncia inicial de "ofensa" para "desrespeito" ao árbitro, livrando assim o risco de penas maiores para os dois.

REFORÇOS

Liberado pelo STJD para seguir comandando o Palmeiras normalmente, Kleina ganhou outra boa notícia nesta quinta-feira. Ele soube que o meia Felipe Menezes e o atacante Alan Kardec, reforços contratados para esta temporada, estão fisicamente prontos para estrear e devem ficar à disposição para o confronto diante do Figueirense.

Já o atacante Maikon Leite, que acabou mantido no elenco após tentativas frustradas de contratação do Umm-Salal, do Catar, e mais recentemente da Ponte Preta, foi reintegrado ao grupo e voltou a treinar normalmente com o grupo na tarde desta quinta.

O volante uruguaio Eguren, em compensação, acabou sendo descartado da partida deste sábado porque ainda ter problemas contratuais a serem resolvidos, depois de ter sido anunciado como reforço. Desta forma, ainda não será desta vez que ele poderá estrear com a camisa palmeirense.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasGilson Kleina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.