Julgamento de Diego Souza no TJD será na terça-feira

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) vai julgar o meia Diego Souza na próxima terça-feira. Se punido, o jogador do Palmeiras pode ficar até 540 dias afastado dos gramados. Ele vai a julgamento por causa do desentendimento com o zagueiro Domingos, do Santos, na segunda partida da semifinal do Paulistão.

AE, Agencia Estado

30 de abril de 2009 | 20h46

Diego Souza "trocou cabeçadas" com Domingos, segundo o relato do árbitro Sálvio Spínola Fagundes Filho na súmula do jogo, foi expulso e voltou ao campo para dar uma rasteira no adversário. Por tudo isso, o jogador do Palmeiras foi denunciado em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): agressão física e ato de hostilidade.

Em caso de punição, Diego Souza não poderá defender o clube em competições nacionais - no caso do Palmeiras, apenas o Brasileirão deste ano e o Paulistão de 2010. As penas aplicadas pelo TJD, no entanto, não valem para a Libertadores.

O advogado do Palmeiras, Luís Roberto Martins Castro, ficou surpreso com o fato de o julgamento de Diego Souza ter sido marcado para terça-feira. "As sessões do tribunal acontecem sempre na segunda-feira e como o caso dele não estava na pauta do dia 4 achei que ficaria apenas para a semana seguinte. Vamos tentar desqualificar a denúncia. A rasteira no Domingos foi um ato inconveniente, e não uma agressão", explicou.

A intenção da defesa palmeirense é tentar enquadrar Diego Souza em outros artigos, para que a pena (se aplicada) seja cumprida em jogos, não em dias. Assim, ele não correria risco de ficar fora do Brasileirão. Só cumpriria a punição no Paulistão de 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasDiego Souza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.