Julgamento de Rebeca Gusmão não está na pauta do CAS

A nadadora será julgada no CAS porque a Fina questiona a absolvição dela após positivo em antidoping de 2006

17 de janeiro de 2008 | 20h42

A Corte Arbitral de Esportes (CAS), na Suíça, divulgou as audiências que fará até o dia 12 de março e o caso de doping da nadadora brasileira Rebeca Gusmão não está na pauta. O julgamento, que estava inicialmente marcado para 13 de dezembro passado, foi adiado. Rebeca Gusmão será julgada no CAS porque a Federação Internacional de Natação (Fina) questiona a absolvição da nadadora após o resultado positivo de um exame antidoping em 2006 - na ocasião, ela escapou de punição com a alegação de que a testosterona teria sido produzida pelo seu corpo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.