Julgamento de santista é adiado

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva adiou nesta segunda-feira o julgamento do lateral-direito Michel, pego num exame antidoping com maconha em sua urina. Os advogados do Santos alegaram que dependiam de um parecer do Laboratório de Análises Toxicológicas da Faculdade de Farmácia da USP para defender o atleta. O STJD solicitará o parecer à entidade, período em que o processe ficará suspenso.Enquanto isso, os dirigentes do Santos esperam que ocorra nesta terça-feira a homologação do acordo feito com a Inter de Milão para a liquidação da dívida contraída com a compra do passe do atacante Caio. Os santistas deviam US$ 510 mil ao clube italiano, mas o entendimento conduziu a um novo valor: US$ 450 mil, em cinco parcelas. "Esperamos que essa situação seja resolvida nas próximas horas, para que o Santos volte a ser habilitado em todos os âmbitos", disse o diretor de futebol do clube, Francisco Lopes.O Santos depende dessa homologação para poder atuar no exterior e também para negociar jogadores com times estrangeiros. Assim, poderia definir a venda do zagueiro André Luís para o futebol alemão. Os contatos estão sendo mantidos, o negócio está praticamente fechado por US$ 2 milhões, mas falta a liberação da Fifa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.