Julinho Camargo comemora obediência tática do Grêmio

O técnico Julinho Camargo conseguiu a primeira vitória no Grêmio em seu segundo jogo no comando da equipe, diante do Coritiba, por 2 a 0, no último domingo. O resultado fez com que o time gaúcho fugisse um pouco da crise, já que não vencia há cinco partidas e se via à beira da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Para o treinador, a obediência tática dos jogadores foi fundamental para o triunfo.

AE, Agência Estado

11 de julho de 2011 | 10h56

"Não foi só nesse jogo. No jogo contra o Cruzeiro eles também foram muito fiéis ao que eu havia pedido. Toda moçada tem sido muito fiel e está de parabéns. Era esse o objetivo: conseguir a vitória e mostrar ao torcedor o quanto estamos entregues ao trabalho para ver esta torcida feliz", declarou.

Recém-chegado ao clube, Julinho tem convivido com a dúvida do torcedor sobre seu trabalho. Apesar de estar há algum tempo no meio do futebol, comandando equipes de base e trabalhando como auxiliar, ainda é um desconhecido para a maioria dos gremistas.

"A importância da vitória é muito grande, porque sou um treinador, que apesar de ter 22 anos de profissão, estou ingressando neste meio de Série A. Era necessário que ganhássemos o jogo, mas de forma convincente", afirmou. "Fazia tempo que o clube não pontuava, estávamos colados na zona de rebaixamento, e tu firma a questão de um trabalho, do crédulo que esta moçada tem no que a gente está fazendo no dia-a-dia", completou.

O treinador espera agora ter um pouco de paz visando a preparação para o próximo compromisso pelo Brasileirão, diante do Figueirense, fora de casa, no domingo. "Futebol é feito de resultado e estou muito feliz porque este nos trouxe uma tranquilidade momentânea para trabalhar durante a semana", apontou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.