Júlio César festeja retorno a São Januário na partida contra o líder Corinthians

Na briga para fugir do rebaixamento, que seria o terceiro em seis anos, no Campeonato Brasileiro, o Vasco encara o líder Corinthians, que pode ser campeão antecipado se vencer, na próxima quinta-feira, pela 35.ª rodada. Com um triunfo, o time carioca pode deixar a zona da degola e por isso o lateral-esquerdo Júlio César comemora o fato do confronto ter sido marcado para o estádio de São Januário, no Rio, a casa vascaína.

Estadão Conteúdo

12 de novembro de 2015 | 21h13

"Estamos mais tranquilos após o resultado do último jogo (2 a 0 sobre o Palmeiras, fora de casa). Quando está chegando perto da partida, entretanto, a adrenalina começa a chegar, nós jogadores ficamos mais agitados. Quando entramos em campo para treinar, porém, o foco é totalmente no Corinthians. Voltar a São Januário é muito bom, pois se trata da nossa casa. Conhecemos bem o campo, que realmente é um caldeirão. Tenho certeza que o estádio estará cheio. Estamos feliz com esse retorno e esperamos que essa volta seja com vitória", afirmou o jogador.

Apesar de reconhecer a força da equipe paulista, que lidera o Brasileirão com 11 pontos de vantagem (76 a 65) para o segundo colocado, o Atlético Mineiro, Júlio César acredita que o Vasco possui condições de conquistar os três pontos dentro de seu estádio.

"O pior já passou. Estávamos 13 pontos atrás, era muita coisa, estava muito feio. O psicológico estava abalado e jogar assim é complicado. As vitórias que tivemos nas últimas rodadas não vão valer de nada se não ganharmos a próxima partida. Será um jogo dificílimo, respeitamos a grande equipe do Corinthians, mas iremos em busca da vitória para sair dessa zona incômoda. No Brasileiro, não tem jogo fácil. Contra o líder, que para mim já é o campeão, não será diferente. É um time muito forte, mas que também possui erros. Nenhuma equipe é perfeita", declarou o lateral-esquerdo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoJúlio César

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.