Jundiaí faz festa para os seus heróis

Nem o atraso de uma hora fez o torcedor do Paulista deixar de prestar sua homenagem aos jogadores que conquistaram a Copa do Brasil. Mossoró, Rafael, Léo e companhia foram recebidos por cerca de quatro mil pessoas no final da tarde, na avenida Jundiaí, na entrada da cidade, por volta das 19h. Os jogadores desfilaram em dois carros de bombeiros e foram recebidos pelo prefeito Ary Fossen (PSDB), o vice-prefeito Juca Chaves Rodrigues (PMDB) e demais autoridades municipais. O craque do time, o meia Márcio Mossoró, era um dos mais animados a desfilar no caminhão do Corpo de Bombeiros, enquanto Léo, nascido em Jundiaí, não conteve as lágrimas e chorou muito ao ser recebido pelos conterrâneos. "Agora vai ser um mês de festa", dizia Amadeu Ramalho, ex-jogador do Paulista que estava no time que conseguiu o acesso à primeira divisão do futebol paulista em 1968 e acompanhava a comemoração. Um trio elétrico que estava no local puxava o coro de "É campeão" e com a música que embalou a campanha vitoriosa, "He-Man", do grupo Trem da Alegria, que era cantado pelos jogadores do Paulista após cada vitória da equipe na Copa do Brasil. Os campeões percorreram toda a extensão da avenida Jundiaí e parte da avenida Nove de Julho, tradicional ponto de comemorações na cidade, seguindo depois de ônibus para o estádio Jaime Cintra. A noite terá ainda recepção especial aos jogadores num tradicional clube da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.