Jundiaí muda para conseguir vencer

O Etti Jundiaí vive um momento de definição dentro do Torneio Rio-São Paulo. Para os dirigentes do clube, os jogadores precisam encarar a nova realidade de estarem disputando uma competição contra os grandes times do futebol brasileiro. Por isso, exigem uma reação dos atletas a partir desta quarta-feira, no jogo contra o Bangu, às 20h30, no estádio Jaime Cintra.O técnico Giba está preocupado com o momento psicológico da equipe e, principalmente, com a pressão da torcida. Afinal, em dois jogos no Rio-São Paulo, o Jundiaí somou apenas 1 ponto: empate com o São Paulo e derrota para o São Caetano."Jogador que não agüenta pressão deve mudar de profissão", avisou Giba, dando um ultimato ao seu time. Para ele, os próximos jogos serão decisivos para que o Jundiaí mostre que está na briga pela classificação, e não para evitar o rebaixamento. "Ou arrancamos em busca da classificação ou vamos lutar contra o rebaixamento", disse o treinador.Para tentar dar novo ânimo ao time, Giba vai promover algumas mudanças. As principais são no setor defensivo, onde Dedimar ganha uma chance na lateral direita, no lugar de Fábio Vidal. Na zaga, Ânderson fica com a vaga de Renato Carioca. No meio-de-campo, uma alteração já esperada: Marcinho cumpriu suspensão e volta à equipe, substituindo Lauro.

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2002 | 16h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.