Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Juninho admite que pensou em deixar o Palmeiras e família o ajudou a ficar

Lateral comemora volta da boa fase e diz que chegou a perder a confiança em seu futebol

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2013 | 15h48

SÃO PAULO - O lateral-esquerdo Juninho admite que a má fase vivida no Palmeiras mexeu com sua cabeça. O jogador, que será titular nesta quarta-feira, contra o Mirassol, disse que perdeu a confiança, mas a ajuda do técnico Gilson Kleina e de sua família fez com que ele desse a volta por cima e recuperasse o moral.

“Eu pensei em ir embora no final do ano passado, por tudo que passei aqui. Até falei para a minha família que eu não queria mais passar por tudo aquilo nunca mais. Só que a minha família me apoiou muito e me mostrou que se eu consegui chegar até aqui batalhando, não poderia largar tudo de qualquer jeito”, disse o lateral, que destacou também o apoio do treinador. “O Kleina também falou comigo. Eu vi que todo mundo confiava em mim, menos eu”.

 

Juninho admite que o fato de ter perdido a vaga no time titular também fez ele despertar e perceber que estava deixando uma grande oportunidade na carreira passar. “Eu ralei demais para chegar até aqui. Sair do time me deu uma despertada, mas o treinador conversou comigo e me passou tranquilidade.”

 

O Vasco chegou a fazer um contato com a diretoria do Palmeiras para tentar levar o jogador por empréstimo, mas Juninho e o técnico Gilson Kleina não permitiram que o acordo fosse adiante.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.