Juninho admite risco no Vasco e pede apoio para torcida

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, Juninho Pernambucano admitiu preocupação com o momento do Vasco, explicando que a luta agora é para evitar o rebaixamento no Brasileirão - depois da derrota em casa para o São Paulo no domingo, está em 17º lugar, 24 pontos. Ídolo vascaíno, ele também aproveitou para pedir o apoio da torcida para tentar sair dessa situação complicada.

AE, Agência Estado

16 de setembro de 2013 | 16h28

"O time é irregular, não tem confiança, ainda não tem um padrão de 11 jogadores para jogar a maioria dos jogos. Joga a cada quarta e domingo sempre e, nessa situação em que a gente se encontra, fica mais difícil. Por tudo isso, faz com que seja um time que sofra um pouco para se impor", avaliou Juninho, que voltou ao Vasco em julho, após passagem pelo futebol dos Estados Unidos.

Aos 38 anos, o meia disse entender a aflição dos torcedores, citando, inclusive, as cobranças feitas depois da derrota de domingo em São Januário. "A torcida tem todo o direito de cobrar, mas que seja sempre assim, no final do jogo. Durante o jogo, eles tiveram paciência e tentaram incentivar de alguma forma, mas, infelizmente, a equipe não teve poder de reação", afirmou Juninho.

Por tudo isso, Juninho usou nesta segunda-feira a sua influência com a torcida vascaína para pedir apoio nesse momento complicado, quando o time precisa reagir rapidamente para afastar o risco de rebaixamento no Brasileirão - o próximo compromisso do Vasco no campeonato será já na noite desta quarta, em partida contra o Vitória, novamente no Estádio de São Januário.

"Uma mensagem para a torcida é que a gente entende também que o torcedor não aceita certos jogadores, mas são esses jogadores que vestem a camisa do clube que eles torcem hoje. Então, o ideal é que haja um pouco de união agora, até o fim, para que, quando chegue dezembro, a situação seja um pouco melhor e permita ao clube fazer um balanço para que 2014 seja mais tranquilo", pediu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoJuninho Pernambucano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.