Juninho brilha e Vasco vence o Figueirense de virada

Aos 37 anos, Juninho Pernambucano desequilibrou mais uma vez e foi o grande responsável pela vitória do Vasco sobre o Figueirense por 3 a 1, neste sábado à noite, em São Januário. Marcou um belo gol e participou diretamente dos outros dois nesta partida da 27.ª rodada.

SÍLVIO BARSETTI, Agência Estado

29 de setembro de 2012 | 21h01

O Vasco venceu de virada e se manteve no G4 do Campeonato Brasileiro, agora com 47 pontos. Já o time de Santa Catarina, estacionado nos 22 pontos, está em penúltimo lugar, cada vez mais próximo do rebaixamento. "Estou motivado, estou entre os melhores da posição, e me inspiro em Seedorf, Deco, Fred, e também no Dedé para melhorar", declarou Juninho, muito aplaudido ao deixar o gramado, ao fim do jogo.

Apesar do favoritismo, o Vasco foi surpreendido pela velocidade dos contra-ataques do Figueirense. Logo no primeiro, Caio aproveitou um erro de Felipe, arrancou com rapidez e tocou a bola na saída de Fernando Prass. O gol atordoou o time da casa e deixou impaciente a torcida. Erros de passe em sequência passaram a pontuar a atuação do Vasco.

A situação do Figueirense começou a se complicar quando Caio reclamou de dores e deixou o campo, aos 23 minutos de jogo. Ele era a grande opção do ataque da equipe. Pouco depois, Juninho deixou o zagueiro Luan, improvisado na lateral-direita, sozinho, diante do goleiro Wilson, para o Vasco selar o empate.

No segundo tempo, o Vasco adiantou a marcação e praticamente anulou os contra-ataques do adversário. Após um cruzamento de Juninho da direita, Tenorio fez 2 a 1. Com a vantagem, a equipe carioca passou a dominar o jogo. Felipe não estava bem e foi substituído por Jhon Cley. Restava ao Vasco apostar no talento de Juninho. E ele se apresentou para deixar sua marca, após uma ''deixadinha'' perfeita de Dedé, outro destaque da partida. O resultado distanciou o Vasco de São Paulo, Botafogo e Internacional, os times que o perseguem na tabela.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3 X 1 FIGUEIRENSE

VASCO - Fernando Prass; Luan (Fellipe Bastos), Dedé, Fabrício e Thiago Feltri; Nilton, Wendel, Juninho e Felipe (Jhon Cley); Tenorio (Éder Luís) e Alecsandro. Técnico - Marcelo Oliveira.

FIGUEIRENSE - Wilson; Elsinho, Guti, Edson e Hélder (Lazaroni) ; Jackson (Almir), Túlio, Claudinei e Botti; Caio (Julio César) e Aloísio. Técnico - Marcio Goiano.

GOLS - Caio, aos 12, e Luan, aos 33 minutos do primeiro tempo. Tenorio, aos 5, e Juninho, aos 34 do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (MG).

CARTÃO AMARELO - Botti.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoBrasileirãoFigueirense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.