Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Juninho: críticas na despedida da Escócia

Juninho Paulista está de malas prontas para voltar ao Brasil e não terá saudades da Escócia. Sua fracassada passagem pelo Celtic está terminando e o meia tem acordo verbal para se juntar ao time do Palmeiras, provavelmente na próxima terça-feira. Hoje, ainda em Glasgow, onde aguarda a papelada de sua rescisão com o clube escocês, Juninho fez críticas ao futebol local e tentou explicar as razões de jamais ter repetido no Celtic as boas atuações dos últimos anos na Inglaterra, Espanha e pela seleção brasileira. "Eu quero voltar ao Brasil e jogar futebol. Pretendia jogar mais um ou dois anos na Europa, mas as pessoas devem buscar a felicidade", desabafou o meia, de 32 anos, que não vem sendo aproveitado pelo Celtic. Contratado em julho passado para substituir o ídolo da torcida Henrik Larsson, Juninho jamais se firmou. Segundo ele, porque o futebol escocês se resume a chutões para frente. "Eu me adaptei ao futebol inglês e pensei que seria parecido na Escócia. Mas me pedem para jogar contra meus instintos naturais. Aqui, o jogo não passa pelo meio-campo, os passes são direto da defesa para o ataque, portanto fica difícil para jogadores do meio", afirmou Juninho, cujo contrato iria até julho de 2006. O meia deve viajar ao Brasil na terça ou quarta-feira. "A rescisão está negociada. Ele espera apenas a tramitação de documentos", diz o pai e procurador de Juninho, Oswaldo Giroldo, acrescentando que as chances de contrato com o Palmeiras são grandes. "Estando tudo certinho aqui, conforme o conversado, ele assina e faz os exames médicos já na semana que vem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.