Juninho: "Jogamos só no 2º tempo"

Depois de 12 dias só de treinamentos, os jogadores do Palmeiras lamentaram ter saído de campo com uma derrota para o Goiás, por 2 a 1, neste sábado, em Goiânia. Foi um verdadeiro banho de água fria no time, que esperava embalar e trilhar um caminho de vitórias no Brasileiro após as duas semanas de paralisação do campeonato por causa das Eliminatórias."Nosso time só jogou no segundo tempo", avaliou um lacônico e desapontado Juninho Paulista. Nem o bonito gol que marcou na partida serviu para consolar o capitão do Palmeiras, que deixou o campo rapidamente após o apito do árbitro.O lateral Lúcio ressaltou a sorte que o adversário teve no momento de abrir o placar. "O primeiro gol do Goiás não existe. Foi pura sorte", comentou o jogador, lembrando do lance no qual Sérgio espalmou a bola, que bateu na trave e entrou no gol. Na visão do palmeirense, o episódio foi importante na definição da derrota, pois a equipe passou o restante da partida tentando reverter a desvantagem, sem sucesso.O volante Correia, que saiu da reserva para ser, mais uma vez, improvisado na lateral, achou que o Palmeiras sentiu dificuldades ao jogar em um gramado de grandes dimensões. "Nosso time pecou um pouco na inversão de bola (de um lado para outro do campo) e também faltou caprichar mais no passe", afirmou o jogador. "O Goiás foi merecedor da vitória porque foi capaz de aproveitar as oportunidades que teve. Infelizmente, saímos de campo com uma derrota e teremos de tentar a reabilitação em casa."Harley, goleiro do Goiás, ressaltou as dificuldades que seu time teve para garantir o resultado. "Quando conseguimos ficar mais tranqüilos com o segundo gol, o Palmeiras fez um também e a partida voltou a ficar difícil. Acho que vencemos e merecemos que isso acontecesse porque aproveitamos nossas oportunidades", avaliou o jogador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.