Juninho marca 2 e titulares goleiam

O primeiro coletivo da seleção sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari mostrou o empenho e a boa forma de Mauro Silva e o excelente aproveitamento do time nas finalizações. Os titulares derrotaram por 6 a 0 um time misto formado por reservas da seleção e atletas do Teresópolis FC. O fato marcante foi a presença do jovem Pablo, de 21 anos, volante da equipe local, que só entrou em campo com a saída de Romário.Ele deu um chapéu em Élber, fez pênalti em Geovanni e deixou a concentração da seleção eufórico ao saber que havia substituído Romário. "Lá em casa não vão acreditar, escreva isso aí no jornal, por favor." Na verdade, o artilheiro do Vasco deu a vaga para Élber, que cedeu o lugar a Pablo na equipe suplente.Scolari havia decidido não fazer o coletivo por causa da ausência de vários atletas. Rivaldo não chegou, Cafu, Antônio Carlos e Lúcio estão contundidos e Cris e Éwerthon foram liberados para a rodada da Copa dos Campeões. O treinador mudou de idéia na noite de sexta-feira. "Gostei do comportamento da equipe e depois, com as modificações, mantivemos o padrão de jogo."Em uma hora de coletivo, o time principal atuou a maior parte da segunda etapa com dez atletas - Emerson, com dores musculares, saiu. Scolari preferiu continuar com um a menos para simular uma situação possível num jogo.Alex fez o primeiro gol, em cobrança de falta que não existiu. Como o juiz era Scolari, ninguém reclamou. Euller marcou o segundo, aproveitando passe de Romário, que fez o terceiro. Na parte final do coletivo, Juninho Paulista marcou 4 a 0, de pênalti. Geovanni deixou sua marca e Juninho fechou o placar.

Agencia Estado,

23 de junho de 2001 | 14h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.