Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Juninho Paulista diz que Brasileirão vai parar em data Fifa no ano que vem

Coordenador da seleção garante que clubes não serão mais desfalcados em jogos do Brasil

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de outubro de 2019 | 06h17

Alvo de reclamação de muitos dirigentes, os jogos da seleção brasileira de futebol não devem mais desfalcar os clubes a partir do ano que vem, como tem acontecido regularmente nesta temporada e em outras. Quem garante isso é o coordenador da seleção principal masculina, Juninho Paulista, recém-empossado ao cargo que era de Edu Gaspar. O dirigente contou que a partir de 2020, o calendário brasileiro será regularizado para evitar transtornos aos clubes.

"No ano que vem, isso acaba (...) Nas datas Fifa, serão cinco (jogos). Enquanto a seleção brasileira jogar, não vai haver partidas conflitantes no Brasil. O planejamento do calendário em 2020 não contemplava uma Copa América. Ela foi lançada em junho deste ano. No ano que vem, vamos conviver com esse problema e também com a Olimpíada. Em 2021, 2022, 2023, esses problemas acabaram. Isso vai acontecer e estou te falando com propriedade", disse o dirigente, em entrevista ao programa "Bem Amigos!", no Sportv.

Juninho explicou ainda que a convocação para os jogos da seleção brasileira é pensada levando em consideração a importância das partidas para os clubes nacionais. Se um time está em um torneio mata-mata, por exemplo, a tendência é que ele não tenha atletas chamado. 

"Tratamos de forma diferente competições como Libertadores e Copa do Brasil em relação ao Brasileiro. A gente teve sensibilidade com isso na Copa do Brasil com o Everton, do Grêmio. Vai ter um jogo da Libertadores dia 2, agora. O Brasil joga dia 10 e dia 13 (Senegal e Nigéria, respectivamente). O próximo jogo da Libertadores é só no dia 23. O nosso entendimento foi de que não tendo jogos eliminatórios a gente poderia usar mais desse critério (convocar jogadores que atuam no Brasil)", disse o ex-jogador.

Foram chamados, inicialmente, sete atletas que atuam no futebol brasileiro para os amistosos contra as seleções africanas. São eles: Weverton (Palmeiras), Santos (Athletico-PR), Daniel Alves (São Paulo), Rodrigo Caio e Gabriel Barbosa (Flamengo), Matheus Henrique e Everton (Grêmio). Depois, Tite ainda convocou o lateral Marcinho, do Botafogo para o lugar de Danilo, machucado. A CBF ainda não oficializou nenhum campeonato de 2020.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.