Wilton Junior;Estadão
Wilton Junior;Estadão

Juninho Paulista se defende em caso envolvendo conflito de interesses na CBF

Coordenador técnico da seleção brasileira e a entidade consideram o caso resolvido

Marcio Dolzan, Estadao Conteudo

06 de março de 2020 | 13h22

Coordenador técnico da seleção brasileira, Juninho Paulista se defendeu nesta sexta-feira no caso envolvendo suposto conflito de interesse entre sua função na CBF e no Ituano, clube do interior paulista do qual tinha participação societária. Tanto a entidade quanto Juninho consideram o caso como superado.

Em abril do ano passado, Juninho Paulista assumiu o cargo de diretor de Desenvolvimento na CBF. Dentre as atribuições da pasta estavam questões envolvendo a Série D do Campeonato Brasileiro, competição que o Ituano disputava. Juninho deixou a gestão do clube, mas seguiu como usufrutuário. O caso foi revelado pela Agência Sportlight.

"O que eu tenho a dizer é que estou muito seguro da minha competência e das minhas credenciais para exercer o cargo que estou. Foi uma orientação jurídica. Essa pendência foi resolvida e perante a CBF está tudo ok", disse Juninho nesta sexta-feira.

Posteriormente, o técnico Tite foi indagado sobre o mesmo assunto. O treinador defendeu seu chefe imediato e disse que nunca teve qualquer ingerência nas convocações. "Nos conhecemos ele sendo meu atleta, eu treinador no Palmeiras. Nossa relação sempre foi de retidão e lealdade. ela segue dessa forma na seleção", afirmou Tite.

"Foi nos dada a prerrogativa ‘faça a escolha dos melhores atletas’. Continuamos com a mesma relação eu e Juninho, de confiança, lealdade, e de convocar quem é melhor para a seleção."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.