Juninho Pernambucano é só elogios e sonha em jogar mais

A estréia em uma Copa do Mundo é inesquecível para qualquer jogador de futebol. Para o meia Juninho Pernambucano, que ficou na reserva nos dois primeiros jogos e só entrou nesta quinta contra o Japão porque o técnico Carlos Alberto Parreira quis poupar atletas, a partida foi mais especial ainda por ter feito um gol.Assim que a partida terminou, o meia era um dos mais felizes. E contou que foi dormir pensando na partida. "Todo mundo estava pensando que ia jogar, eu fui dormir pensando nisso. Consegui mostrar ao professor Parreira que tenho condições de estar no time e a Copa do Mundo começou para mim neste jogo."Juninho afirmou que ficou preocupado apenas na primeira parte da partida, quando o time saiu atrás no placar graças a um gol do Japão. "No início fiquei preocupado, pois foi o melhor início de jogo que tivemos, mas deu um susto quando tomamos o gol. Conseguimos pressionar, criamos chances e marcamos os gols. Todos foram muito bem."Outro motivo de satisfação para o jogador foi ver o atacante Ronaldo desencantar e marcar dois gols. "Eu que só vi o Ronaldo fazer gols na TV foi muito legal o que aconteceu. Ele merece quebrar os recordes, foi o melhor jogo dele."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.