Juninho Pernambucano exalta vitória em jogo 'disputado'

Um gol de Alecsandro, marcado apenas aos 41 minutos do segundo tempo, garantiu nesta quarta-feira o triunfo do Vasco sobre o Botafogo por 1 a 0, resultado que colocou o time de Cristóvão Borges na liderança provisória do Campeonato Brasileiro. E, para o meia Juninho Pernambucano, o resultado precisa ser ainda mais celebrado pois o clássico foi muito disputado e imprevisível.

AE, Agência Estado

26 de julho de 2012 | 07h57

"Acho que foi um clássico muito disputado. Tanto o Botafogo quanto o Vasco poderiam ter ganho. Felizmente aproveitamos a última chance. O caminho ainda é muito longo, mas dá muito prazer em jogar ainda nesse nível e ajudar o Vasco a vencer", afirmou o meia.

Ovacionado pelos torcedores no final da partida, Juninho minimizou seus 37 anos e garantiu que se sente "mais novo". "Não sinto que eu tenho 37 anos. Eu tenho 37 anos de vida, mas o meu corpo é como se eu não tivesse. Eu me sinto mais novo, na verdade. Francamente, fiz o quarto jogo seguido. É lógico que tem cansaço, mas o Nilton que é 10 anos mais novo também saiu cansado", salientou o atleta.

Os bons resultados e o carinho da torcida, assegura Juninho, o motivam ainda mais a prosseguir atuando pelo Vasco. "Não tem preço. A gente não imagina que só vai atingir isso no finalzinho da carreira. Acho que isso aí é que me motiva, lógico, para continuar jogando, continuar lutando", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.