Juninho recorrerá ao TST em Brasília

A advogada do meia Juninho Pernambucano, Gislaine Nunes, prometeu recorrer na segunda-feira ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, para fazer valer os direitos trabalhistas do jogador. Gislaine ficou transtornada porque o juiz Ideraldo Cosme Barros, da Justiça do Trabalho, concedeu um mandado de segurança ao Vasco anulando os efeitos da liminar que desvinculava o atleta do clube.Gislaine garantiu ainda que foi uma grande surpresa a decisão de Ideraldo, porque Juninho tem todos os motivos a seu favor para ser resguardado pela lei. "Ele é atleta do Vasco há seis anos e não teve o recolhimento do FGTS. Está há quase três meses sem receber salários, além de não possuir mais vínculo contratual".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.